Os elos do progressismo: um exemplo prático!

Por Marco Frenette

É preciso perceber como o marxismo cultural trabalha em várias frentes, e como as distorções em várias áreas terminam, mais cedo ou mais tarde, desembocando em situações reais, embora de contornos surreais.

Tenha em mente essas cinco frentes progressistas:

1 – Ativismo judicial contra o direito de autodefesa;

2 – Ativismo judicial contra o direito de propriedade;

3 – Ativismo judicial e educacional pela normalização da pedofilia;

4 – Ativismo judicial e moral de valorização total da palavra do criminoso e desvalorização da palavra da vítima e dos policiais;

5 – Demonização das pessoas honestas que portam ou possuem armas de fogo.

Agora, perceba como essas cinco distorções esquerdistas influenciam a percepção dos fatos:

Em Cuiabá, uma menina de 12 anos (“quase uma mulher”, na visão pedófila) está sozinha em casa. Um homem (“que só queria tomar banho”, pois ele alegou isto, e sua palavra é lei) é avisado pela menina para não entrar na propriedade (“por que devemos respeitar a propriedade?”, se perguntam os esquerdistas). Ele não acata a advertência. Desse modo, o invasor termina alvejado por dois tiros de espingarda disparados pela menina (“Quem porta armas já demonstra previamente más intenções”, reza o credo progressista).

Todo esse processo mental ocorre, em muitas pessoas, de modo automático. Afinal, já vamos para quatro ou cinco gerações de brasileiros que foram completamente educados (doutrinados) desde a infância até o nível superior com base nas cinco distorções elencadas.

Porém, há os que interpretam a realidade por pura má-fé e militância esquerdista, a exemplo dos jornalistas que têm noticiado o ocorrido nos seguintes termos:

  • O vagabundo invasor, e potencial estuprador, é uma “vítima”;
  • O fato de o vagabundo não ter respeitado propriedade alheia é uma “questão menor”;
  • A menina não exerceu seu direito de defesa, mas cometeu um “crime”.

O marxismo cultural não é um assunto de acadêmicos e intelectuais, mas uma praga que permeia toda a sociedade brasileira, atingindo pessoas honestas que jamais ouviram falar em tal coisa.

https://bit.ly/2mItF6c

8 thoughts on “Os elos do progressismo: um exemplo prático!

  • 4 de Março, 2020 at 9:42
    Permalink

    I have been absent for a while, but now I remember why I used to love this site. Thank you, I’ll try and check back more frequently. How frequently you update your site?

    Reply
  • 14 de Março, 2020 at 6:13
    Permalink

    Can I simply say what a relief to search out someone who truly knows what theyre speaking about on the internet. You positively know easy methods to convey an issue to mild and make it important. Extra folks must read this and understand this side of the story. I cant believe youre no more widespread since you positively have the gift.

    Reply
  • 16 de Março, 2020 at 18:36
    Permalink

    I am glad to be one of many visitors on this outstanding website (:, thanks for putting up.

    Reply
  • 18 de Março, 2020 at 21:45
    Permalink

    I have not checked in here for some time since I thought it was getting boring, but the last several posts are great quality so I guess I will add you back to my everyday bloglist. You deserve it my friend 🙂

    Reply
  • 1 de Abril, 2020 at 6:31
    Permalink

    amei este site. Para saber mais detalhes acesse o site e descubra mais. Todas as informações contidas são informações relevantes e únicos. Tudo que você precisa saber está está lá.

    Reply
  • 5 de Abril, 2020 at 12:20
    Permalink

    fantástico este conteúdo. Gostei bastante. Aproveitem e vejam este conteúdo. informações, novidades e muito mais. Não deixem de acessar para descobrir mais. Obrigado a todos e até a próxima. 🙂

    Reply
  • 6 de Abril, 2020 at 14:15
    Permalink

    fantástico este conteúdo. Gostei muito. Aproveitem e vejam este site. informações, novidades e muito mais. Não deixem de acessar para saber mais. Obrigado a todos e até mais. 🙂

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

%d bloggers like this: