Criminoso investigado por queimar mulher cospe em repórter da Band, que revida com microfonada!

O preso que assassinou uma mulher que saiu de casa para comprar fraldas e foi encontrada morta três dias depois, com o corpo queimado, cuspiu na jornalista Elisângela Carreira, da Band, durante sua transferência da delegacia para o presídio. A jovem Aline Dantas desapareceu no dia 8 de setembro, em Alumínio, no interior de São Paulo.

Segundo exames feitos pela polícia, existia material genético do suspeito embaixo das unhas de Aline. O que na investigação, aponta que ela tentou se defender durante as agressões. Além disso, ele seria o responsável por ter levado a jovem para uma área de matagal e tê-la matado. De acordo com a polícia, ele agiu sozinho.

O criminoso já tinha passagem pela polícia por uma tentativa de estupro, em 2012. Ele negou que tenha praticado o crime. Segundo os investigadores, não existe nenhum motivo aparente para o crime.

A repórter, por sua vez, revidou imediatamente agredindo Heronildo Martins de Vasconcelos. “Seu lixo! Você matou a Aline? Você matou? Você tem filha? Levanta a cabeça! Você tem filha? Você cuspiu na minha cara! Lixo! Covarde! Você destruiu uma família! Para matar você é homem! Responde agora! Lixo”, gritou a repórter.

Mauricio Bueno@MaurcioBueno

Assassino de um dona de casa,que saiu pra comprar falda e não voltou cospe em repórter.Heronildo tem passagem por uma tentativa de estupro em 2012,também em Alumínio. Na época,o ataque à vítima foi parecido com o de Aline:na rua e em local sem movimento. Até quando? #PenaDeMorte414:19 – 3 de out de 2019 · Rio de Janeiro, BrazilInformações e privacidade no Twitter AdsVeja outros Tweets de Mauricio Bueno

A TV Band e a jornalista não se manifestaram sobre o ocorrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.