O único fator que impede o colapso total da América Latina é a eleição do Bolsonaro

A Venezuela está destruída.

O Equador caminha para o caos.

A Bolívia vem sendo dilapidada e uma eleição recém-fraudada manteve os criminosos no poder.

O México substituiu o Brasil em dar vida e apoio a Cuba.

A Argentina caminha para o caos com o resultado da eleição.

O Chile é a prova que mesmo com uma boa economia, um país pode ser atacado pela esquerda e desestabilizado, assim como aconteceu com a Venezuela, que de país rico passou a ser miserável.

O que sustenta todo essa ataque é o dinheiro do narcotráfico e o dinheiro roubado pelos governos de esquerda.

Para piorar, a Igreja que sempre defendeu o povo, se rendeu as pautas progressistas e abandonou o Cristianismo.

Quem disse que o comunismo acabou, foi tolo.

Olavo de Carvalho há décadas previu que eles viriam com tudo para tomar o poder.

Ocuparam os espaços, dominaram a juventude e tem a mídia a seu favor.

O destino desejado é um continente refém do narcotráfico e de ditadores. Estamos sem justiça, sem Igreja e sem mídia.

(Texto de Francisco Weliton. Aluno de economia da Universidade Estadual de Goiás)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.