Colômbia expulsa venezuelanos envolvidos em protestos violentos

“Não vamos tolerar é que um grupo de desajustados afete a segurança de nossas cidades”, disse o governo colombiano.

O governo da Colômbia confirmou, nesta segunda-feira (25), a expulsão de 59 venezuelanos envolvidos em protestos violentos contra o governo do presidente Iván Duque.

Segundo as autoridades colombianas, os estrangeiros colocam em risco a ordem pública e a segurança nacional. Eles serão entregues às autoridades da Venezuela.

Em um comunicado, Christian Krüger, chefe de Migração da Colômbia, declarou:

“Respeitamos a participação deles nas marchas. Estendemos as mãos para aqueles que, como o povo venezuelano, precisavam se expressar. Mas o que não vamos tolerar é que um grupo de desajustados afete a segurança de nossas cidades.”

As ações desses estrangeiros geram “surtos de xenofobia, que prejudicam os venezuelanos que estão trabalhando para um país melhor”, acrescentou Krüger, segundo a agência AFP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.