Estuprador se declara trans, é preso com outras mulheres e… adivinhe!

Stephen Wood, 52 anos, tinha sido preso por estupro e vários outros tipos de crimes sexuais na Inglaterra. Depois de um ano e meio encarcerado, por volta de 2018, começou a se autodefinir como uma mulher. Passou a usar roupas femininas, maquiagem e adotou um novo nome: Karen White.

No entanto, não fez a cirurgia de mudança de sexo.

No Reino Unido, as diretrizes prisionais recomendam que o criminoso deve estar em uma prisão que corresponda ao seu gênero, portanto foi transferido para uma cadeia feminina.

Depois de um tempo na ala feminina, as suas companheiras “a” acusaram de assédio sexual, exibição de genital e comentários sobre sexo oral. No primeiro momento, Karen negou as acusações. Disse ao juiz que não sentia atração por mulheres. Era impotente. No segundo julgamento, declarou que agrediu sexualmente duas detentas.

O Ministério da Justiça Britânico pediu desculpas por não ter levado em conta o histórico de Karen (Stephen) em relação aos seus crimes contra as mulheres e prometeu revisar seus processos de avaliação.

Os ativistas defensores dos direitos das pessoas transgênero não gostaram dessa declaração. Eles apontam que Karen White é mais uma pobre vitima do sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.