Militante do PT participou do roubo de mensagens de autoridades, revela delação

A delação do hacker Luiz Molição revelou a participação de um militante ligado ao PT no hackeamento de celulares de autoridades brasileiras.

Segundo reportagem da Veja, Molição, que ficou preso durante 76 dias, teria dito que a função dele no grupo era intermediar as negociações entre Delgatti e o jornalista americano Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil, que recebeu o pacote de mensagens da Lava-­Jato.

Em seu primeiro depoimento, o hacker disse que Delgatti tentou vender ao jornalista as conversas surrupiadas, mas que não teve sucesso. No acordo de colaboração, forneceu uma pista que pode levar a uma reviravolta no caso.

Ele entregou aos investigadores o nome de três novos personagens que estariam envolvidos na invasão dos celulares e na divulgação das mensagens da Lava-­Jato. Um deles seria um militante do PT ligado à família do ex-ministro Antonio Palocci. O nome ainda não foi revelado mas virá a público em breve.

Compartilhe:

5 thoughts on “Militante do PT participou do roubo de mensagens de autoridades, revela delação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.