Delegados da PF articulam derrubada de “jabutis” da Lei Anticrime

Apesar de benéfico em linhas gerais, o Pacote Anticrime do ministro Sérgio Moro acabou sendo aprovado com uma série de “jabutis” inseridos pelos parlamentares durante a tramitação do projeto. Entretanto, nem tudo está perdido.


A cúpula da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) articula uma ofensiva dupla para derrubar as medidas polêmicas tanto no Supremo Tribunal Federal (STF) quanto no Congresso. A ideia é atuar no mês de janeiro para barrar os trechos inconvenientes, inclusive através da sugestão de projetos de lei que anulem o efeito das “pixotadas” dos parlamentares.


Um dos “jabutis” na mira dos delgados exige a PF peça autorização judicial para acessar o banco biométrico de impressões digitais, o que não ocorre atualmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.