Escolas cívico-militares terão aulas semanais obrigatórias de ‘valores e atitudes’

Um dos principais projetos anunciados pelo Ministério da Educação (MEC) no primeiro ano do governo Bolsonaro, as escolas cívico-militares terão ao menos um tempo semanal reservado para aulas de “desenvolvimento de valores e atitudes”, como parte do que o MEC chama de “Projeto Valores”.

Segundo o ministério, o projeto “irá recomendar alguns valores a serem desenvolvidos e que podem ser ampliados pela escola”. Como sugestão de virtudes a serem ensinadas, lista “respeito, solidariedade, responsabilidade, honestidade”.

Leia Mais:  MEC anuncia plano de implantar 108 escolas militares até 2023 em todos os estados

O tema foi mencionado em um e-mail da subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares do MEC enviado à secretaria de Educação do estado de São Paulo. Obtido via lei de acesso à informação, o documento foi revelado pelo site Fiquem Sabendo.

Questionado pelo GLOBO a respeito do Projeto Valores, o MEC afirmou que ele “estará sob a responsabilidade da direção escolar, com a assessoria da Seção Psicopedagogia e do Corpo de Monitores”.

“Essas atividades não tem um formato único. Elas devem ocorrer pelo menos durante uma hora-aula, uma vez por semana (não sendo opcional) e em outras oportunidades que podem ser promovidas pela escola. Não necessariamente devem ocorrer na sala de aula. Podem ser realizadas no pátio, na biblioteca, numa roda de conversas etc.”, afirma a nota do ministério.

O globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.