Legítima defesa: Agricultor mata dois assaltantes que invadiram sua propriedade

O que era para ser mais um caso de assalto com vítimas, teve um desfecho inusitado em Boa Esperança, um município do norte do Espírito Santo: Dois marginais, na calada da noite, entraram na propriedade rural de um agricultor, com a intenção de se dar bem e fazer a festa, às custas de uma família simples, de produtores rurais.

O que eles não contavam era que na propriedade existiam armas de fogo e pessoas com habilidade para usá las

Segundo o relato da polícia, no último sábado, dia 11 de janeiro, por volta das 19h, a esposa de um agricultor estava dentro da cozinha de sua casa, quando foi rendida por um marginal; a mulher assustada, acabou gritando. O marido ao ouvir o grito da esposa, correu para acudir a mulher e se deparou com um homem armado; ele avançou e lutou com o bandido conseguindo imobilizá-lo. Foi quando apareceu o filho do agricultor; o pai pediu para o rapaz pegar a arma, que é registrada e neste momento o bandido se desvencilhou e fugiu, juntando-se a outro comparsa.

O agricultor atirou contra os bandidos que revidaram, mas não acertaram ninguém, Porém o agricultor conseguiu acertar os dois, que mesmo baleados, saíram correndo pela noite afora. O chefe da família, a mulher e o filho não tiveram a identidade revelada, por medida de segurança.

A polícia foi acionada e logo em seguida encontrou os corpos dos dois marginais, ainda dentro da propriedade rural. Segundo os Policiais Militares que atenderam a ocorrência, os dois já eram velhos conhecidos da polícia, e possuíam várias passagens criminais.

A família está assustada e traumatizada, e foi atendida em um hospital da região.

A polícia segue investigando o caso. Imagine que trágico seria, se os agricultores fossem desarmamentistas e não tivessem suas armas em casa?

Teriam engrossado as estatísticas de vítimas de latrocínio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.